Como sabemos, o sonho da casa própria é compartilhado por milhões de brasileiros. Com os altos preços dos imóveis, diversos métodos de obtenção de crédito têm sido utilizados para realizar esse sonho. Um dos mais populares é o financiamento bancário mediante a entrega em alienação fiduciária de imóvel, como garantia.

tudo sobre alienação fiduciária

No entanto, ainda que o método seja muito utilizado por sua eficácia, é comum ver pessoas que não sabem como funciona a alienação fiduciária de imóvel, o que pode gerar problemas jurídicos.

Pensando nisso, a conversa de hoje abordará o que é alienação fiduciária, como funciona e qual a importância do advogado especialista em alienação fiduciária, confira!

O que é e como funciona a alienação fiduciária?

como funciona a alienação fiduciária

A alienação fiduciária de imóvel é uma garantia atribuída pelo devedor (chamado aqui de fiduciante), que transfere a propriedade de seu imóvel ao credor (fiduciário), até o pagamento total a dívida. Esse procedimento é feito em cartório, ou seja, sem necessidade de um juiz.

Em seu funcionamento prático, o devedor continuará a fazer uso de um bem que não é mais seu. Uma vez paga a dívida, a propriedade da garantia do bem retorna ao proprietário original. Caso a dívida não seja paga, o credor poderá tomar a posse diretamente das mãos do devedor e efetuar a execução da garantia, alienando-a.

De forma mais detalhada, após o vencimento e ultrapassado o eventual prazo de carência concedido em contrato, o fiduciante é notificado para pagar em 15 dias todos os valores, juros, penalidades, encargos, tributos, condomínios e despesas de cobrança. Caso o pagamento não seja efetuado após esse prazo, o cartório “devolve” o imóvel para o fiduciário, que dentro de 30 dias irá leiloar o bem.

Qual a diferença entre alienação fiduciária e hipoteca?

como funciona a hipoteca

Conceitualmente, a alienação fiduciária de imóvel e a hipoteca são bastante similares. No entanto, há algumas características que as diferenciam.

A primeira diferença é que na hipoteca a propriedade permanece no nome do devedor, o que significa que o mesmo imóvel pode ser hipotecado por mais de uma instituição, exceto se a propriedade estiver em alienação fiduciária.

Enquanto isso, na alienação fiduciária, a propriedade do imóvel é transferida para o nome da instituição financeira da qual o consumidor firmou contrato para a quitação da dívida, porém apenas durante o período de pagamento.

Outra diferença muito característica é que a hipoteca exige a escritura pública do imóvel, o que não é necessário na alienação fiduciária de imóvel.

Também é necessário lembrar que na execução da garantia hipotecária, é necessário entrar com uma demanda judicial para apurar o saldo devedor. Somente após isso a garantia é executada.

Por outro lado, a lei da alienação fiduciária estabelece que o procedimento pode ser extrajudicial, feito por via cartorial. Ou seja, aqui o cartório devolve o imóvel ao credor rapidamente e com menores custos.

Quais as vantagens da alienação fiduciária de imóvel?

vantagens da alienação fiduciária

O surgimento da alienação fiduciária provocou uma grande queda no número de imóveis hipotecados. Isso se deve às diversas vantagens da alienação fiduciária de imóveis, dentre as quais podemos citar:

1 – Impossibilidade de utilizar o imóvel com mais de uma instituição: Embora pareça uma desvantagem de início, essa característica impede que o devedor faça mais empréstimos do que pode pagar, o que o levaria a acumular um grande número de dívidas;

2 – Não necessita de escritura pública: Por não precisar da escritura pública do imóvel, a alienação fiduciária se consolida como um procedimento muito menos burocrático;

3 – Pode ser feita de forma extrajudicial: A possibilidade de realizar a alienação fiduciária por meio de cartório é uma poderosa vantagem, pois torna o processo consideravelmente mais rápido e muito mais barato.

4 – Comodidade ao devedor: Como a posse não é totalmente do credor, o devedor pode usufruir do imóvel enquanto paga as parcelas do financiamento;

5 – Segurança para o credor: Ao assumir parcialmente a propriedade do imóvel, o credor fica protegido contra eventuais “calotes”;

Quais cuidados devem ser tomados antes de alienar um bem?

cuidados que deve ter

Apesar da alienação fiduciária de imóvel oferecer taxas de juros menores e prazos flexíveis, é preciso tomar alguns cuidados antes do processo de alienação. O principal deles é fazer um planejamento financeiro pessoal. Nesse momento, calcule as prestações e analise se elas não vão comprometer o orçamento. Fazer uma pesquisa entre instituições pode ajudar a escolher prazos e juros que sejam mais adequados às suas condições financeiras.

Também é muito importante é negociar com instituições financeiras seguras e com credibilidade no mercado. Desta forma é possível evitar cair em golpes e perder sua propriedade.

No entanto, o melhor dos cuidados sempre é tirar suas dúvidas sobre esse tema com um advogado especialista em alienação fiduciária de imóvel.

Qual a importância do advogado especialista em alienação fiduciária?

apoio do advogado

Durante o processo de alienação fiduciária, a figura do advogado especialista em alienação fiduciária mostra-se indispensável, pois assim como qualquer procedimento de direito imobiliário, a alienação envolve diversos documentos complexos, representando uma maior segurança para credor .

Além disso, somente esse profissional possui o conhecimento necessário para interpretar as particularidades da lei de alienação fiduciária, reconhecendo eventuais problemas contratuais e ajudando o comprador nos casos onde o credor não cumpre com suas responsabilidades junto à instituição financeira.

O auxílio de um advogado especialista em alienação fiduciária de imóveis também é indispensável ao credor, especialmente nos casos em que o devedor não paga as parcelas em dia, pois saberá como proceder para a retomada do imóvel e também para outras execuções judiciais onde o credor apenas encontra imóvel com alienação fiduciária no patrimônio do devedor.

Em ambos os cenários, o advogado poderá requisitar a tomada das ações necessárias junto ao cartório ou mesmo ajuizar a questão se necessário.

Gostou de saber mais sobre alienação fiduciária de imóvel? Lembre-se que o apoio jurídico fornecido por uma consultoria sobre direito imobiliário para sanar as diversas dúvidas e problemas comuns à compra e venda de imóveis! Possui alguma pergunta sobre esse tema? Tire suas dúvidas com a Fux Associados! Contamos com advogados especializados que poderão resolver todas as suas dúvidas!

Fique atento ao nosso Blog e nossas redes sociais Facebook, Linkedin e Instagram para não perder nossas dicas sobre direito! Até mais!

 

 

 

Abrir WhatsApp
Olá 👋 Posso te ajudar? Se tem alguma dúvida sobre seus Direitos é só enviar uma mensagem 😉
Powered by